urucum digital

Dando cor às ideias

Tag:

Deixe um comentário
12 FERRAMENTAS PERFEITAS PARA O DESENVOLVIMENTO DE PALETAS DE CORES PARA SEU PRÓXIMO PROJETO

Por Janelle Sullivan

Há uma grande variedade de ferramentas da Web disponíveis para uso quando você está planejando a paleta de cores para o seu próximo projeto. Você pode ter um esquema de cores em sua mente antes de começar, ou você pode não ter ideia de qual direção você quer seguir. De qualquer forma, eu encontrei estas ferramentas da Internet que se tornaram inestimáveis quando eu estou experimentando novos esquemas de cores ou estou fazendo um trabalho para alguém com um plano incomum para um esquema de cores. Eu espero que você ache elas de grande ajuda também.

Color Blender é uma ferramenta de fácil manipulação que pode ajudar você a escolher esquemas de cores para praticamente qualquer finalidade. Você pode estar criando um projeto de tipografia, plantando um jardim de flores ou pintando seu quarto. Tudo o que você está pensando, esta ferramenta permite que você selecione uma cor e automaticamente obter uma paleta de cores de cores complementares e contrastantes.

Um gerador de paleta de cores chamado Pictaculous torna “ridiculamente” fácil escolher um esquema de cores que irá trabalhar com a sua imagem. Tudo que você tem a fazer é carregar a imagem e a paleta será criada instantaneamente. Este é divertido para brincar, mesmo que apenas por diversão!

COPASO é uma ferramenta avançada de paleta de cores que pode, às vezes, ser mais do que você precisa. A boa notícia é que este site também oferece uma opção mais básica, se o seu esquema de cores é um pouco mais simples. Existem várias ferramentas disponíveis para atender às suas necessidades.

Esta caixa de ferramentas on-line tem tantas opções para usar quando você está criando qualquer design gráfico, website, layout, ou qualquer outro projeto que requeira uma bela paleta de cores que fique bem. Color Explorer oferece a opção de importar as cores de uma foto, se você está procurando precisão ou o contraste perfeito para completar seu projeto.

O recurso Randomize de é uma das minhas opções favoritas em Colors on The Web. Você coloca sua cor e esta ferramenta de esquema de cores irá sortear um esquema que você poderia não ter imaginado.

Vá em frente, admita: O nome é feito pra você sorrir. Isso me faz ver um passarinho verde cada vez que ouço. Mas um grande nome não é tudocolormunki vai além. Esta ferramenta de paleta de cores tem seu jeito todo próprio de funcionar e ainda recursos que seus competidores também possuem. Ela ainda oferece um vídeo de treinamento para ajudá-lo a saber tudo o que você precisa saber sobre as cores.

0to255 é uma ferramenta de paleta de cores que “cura seus problemas de manipulação de cor.” Criado por um Web designer que estava à procura de uma maneira mais simples de manipular as cores que estão sendo utilizados em seus projetos, esta ferramenta é uma economia de tempo.

O uso de uma roda de cores e diversas opções que dará vantagem na criação de seus esquemas de cores fazem desta ferramenta o sonho de um criador. Você pode criar uma variedade de opções com o Adobe Kuler, com análogos para compor paletas, dependendo do olhar que você está usando para criar.

Colorotate permite que você tenha toda a diversão de escolher a variedade perfeita de cores, mas acrescenta um toque único: Sua manipulação de cores pode ser feito em 3D. Este efeito lhe da uma perspectiva diferente quando você está selecionando as cores para sua criação.

Mesmo se você não seja um designer ou um artista, Color Scheme Designer tem algumas ferramentas interessantes. Você pode até dar uma olhada em cores e ver como elas irão parecer para alguém que sofre de daltonismo. Este site também mostra uma roda de cor marcado com as gamas de cores quentes e frias.

Então, tantos sites oferecem a possibilidade de criar um esquema de cores ou paleta que eu me pego olhando para ver o que faz um site diferente de todos os outros. Color Palette FX oferece o básico, mas eu particularmente gosto da característica que lhe mostra uma ótima lista de arte e materiais que estão normalmente disponíveis em uma determinada cor. O artista em mim realmente gosta dessa ideia.

COLRD é uma ferramenta de cor que quer educá-lo. Há uma variedade de artigos destinados a acrescentar ao seu conhecimento de cores, e usando COLRD, você pode criar e compartilhar sua inspiração com os outros.

Seja qual for a ferramenta on-line que você irá escolher para ajudá-lo em seu processo de design, ela provavelmente vai ajudá-lo a fazer o trabalho. Então eu aconselho você a vê-los quando tiver um pouco de tempo para brincar com os recursos que eles oferecem e escolher o que funciona melhor para você. Tenho certeza que você vai encontrar alguns favoritos. Eu sei que você ficará surpreso em saber que eu usei uma dessas grandes ferramentas para me ajudar a fazer uma roda de cores de cupcakes. Sim, eu sou um pouco obcecada!

Fonte
Se conecte com Janelle

Deixe um comentário
HENRI LAMY ART

Henri Lamy é um pintor figurativo francês, nascido em 1985. Seduzido pelo imediatismo e espontaneidade do acrílico, a qualidade de seu trabalho é reforçada pelas cores vivas e suas composições expressivas, bem como o uso de espátula.

Iniciado em uma idade muito jovem por seu pai, Henri é um admirador de Pollock e “drip painting”. Sua pintura parece ser mais abstrata de perto, mas torna-se mais figurativa à distância.

Ele é membro do grupo artístico Rivoli 59 (residência artística da cidade de Paris, consiste em mais de 30 artistas) e expôs suas obras em Lyon, Aix em Provence, Paris, Beijing, Manila and Tokyo.

Para quem quer aprender sobre cores e suas possibilidades além do óbvio, o trabalho de Henri é um prato cheio para ser estudado.

“Phra pikkanate”, 3mx2cm, acrylic on canvas, Bangkok.
“Phra pikkanate”, 3mx2cm, acrylic on canvas, Bangkok.
“Jose Gonzales”, Malasimbo Muisc and Malasimbo Music & Arts Festival, The Philippines 2014 — em Malasimbo Music & Arts Festival.
Close pintura
Joe Strummer, 100x75cm, Acrylic on canvas (Commissioned Work), Lyon 2013
“Joe”, 100X75cm, Acrylic on canvas, Lyon 2013.
Joss Stone
AS TATUAGENS DE NOUVELLE RITA

A tatuadora portuguesa Nouvelle Rita e seu incrível trabalho de arte. Com traços extremamente gráficos, diretos e sensíveis, essa artista de Lisboa tem feito trabalhos incríveis. O detalhamento de suas tatuagens chama muito atenção junto a sua singularidade.

Seus desenhos são apaixonantes, apesar de diretos e realistas, eles possuem características surreais que enchem os olhos. Predominantemente animais, seus trabalhos são em uma única cor, preta, no entanto é possível ver o resultado de algumas aventuras com cores surgindo, confira.

Parceria feita com a tatuadora Tania Catclaw, que trouxe sua aquarela aos traços de Rita.

Gostou? Veja mais dela em seu Instagram ou em seu Facebook.

AS CRIATURAS DA SWEET MONSTER

Você nunca imaginou que monstros poderiam ser tão fofos. A Sweet Monster é uma lojinha virtual, sediada em Vila Velha, Espírito Santo – Brasil, muito divertida que desenvolve um trabalho bem legal e incomum de Toy-Art, Craft e Design com temáticas de terror, bandas e do universo lúdico.

Almofadas, imãs, chaveiros e toys, tudo feito com muita criatidade e humor. A loja ainda personaliza seus trabalhos de acordo com o cliente, basta encomendá-los com a sua escolha. Não é muito difícil se encantar com os trabalhos.

A Sweet Monster foi criada por Gabriela Queiroz e tem uma história interessante e bem recorrente atualmente. Trabalhar com arte de forma satisfatória tem sido muito difícil num mercado onde arte e design são vistos como necessários porém não valorizados do ponto vista financeiro. Ganhar dinheiro “fazendo arte” não é simples nessas condições.O Urucum Digital conversou com Gabriela que falou um pouquinho de seu trabalho e deu algumas dicas, tudo com muita simpatia.

Eu sei que você queria ser ilustradora, entendo bem o que é isso porque eu também passei pela mesma vontade e tenho minhas próprias experiências sobre o assunto. Como foi pra você esse período de procurar trabalho nessa área?

Me formei tem 3 anos em Design Gráfico, mas trabalho com isso desde os 17/18 anos de idade. Trabalhei em gráfica, produtora de vídeo, agência e fábrica de roupa criando estampas, mas sempre quis trabalhar mesmo com esse lado mais “lúdico” do Design, ilustração etc. Confesso que procurei pouco trabalho como ilustradora mesmo, pois é um mercado MUITO difícil pelo menos aqui no ES, peguei alguns freelas somente ilustrando. O único lugar que trabalhei como “ilustradora” mesmo foi desenhando estampas para uma marca de roupa daqui de Vila Velha, a ZU.

Você ainda ilustra?

Ilustro sim, muito pouco mas quando dá tempo ainda faço meus rabisquinhos rs.

O fato de você trabalhar com criatividade e ter suas próprias ideias contribuiu para desistir de trabalhar para os outros e começar o seu próprio negócio? Do seu jeito e com a sua cara.

Sim com toda certeza do mundo! Primeiro que gosto de ter liberdade na hora de criar e segundo descobri que poderia ser mais feliz trabalhando por conta própria. Sempre tive vontade de montar um negócio, só que nunca dava certo pois não tinha muito empenho e incentivo e achava que não ia ganhar dinheiro com isso. Foi quando depois de um tempo trabalhando em um escritório de design percebi que minha saúde estava indo pro brejo, estava insatisfeita e stressada. Aí decidi largar o “estável”  para tentar começar um negócio.

Você tem um estilo todo próprio, com tatuagens e gostos diferentes da maioria, isso ajudou a escolher o ramo dos “monstrinhos”? De onde veio a ideia?

Desde nova sempre tive interesse em bonecos, monstrinhos, em temas de terror, coisa lúdicas, bandas e etc e foi nisso que me inspirei pra montar a Sweet Monster toys. Quando era mais nova desenhava e criava muitos monstrinhos, sou fissurada pela figura do Frankenstein e sempre tive esse gosto meio “peculiar”. E  mesmo atualmente a maior parte das encomendas serem pedidos de personagens de outros, ainda crio alguns e os desenvolvo com meu próprio estilo.

O trabalho que você faz é bem diferente de outros toy art que conheço, isso ajuda você a se destacar?

Nos bonecos que eu mesmo crio eu tento sempre colocar detalhes, acho que detalhes fazem toda diferença em uma peça ou ilustração, e SEMPRE gosto de inserir elementos desproporcionais.

Você se diverte com o que faz? Porque a impressão que dá nas suas redes sociais é de que tudo é uma grande brincadeira para você, inclusive o resultado do seu trabalho é bem divertido.

TOTALMENTE!! ahhaha eu amo o que faço!! Trabalho ouvindo música, vendo filme, seriado, documentários etc e me pego as vezes falando sozinha rs. É tipo uma brincadeira de gente grande!! hahaha

Eu quase todos os dias fico de 8 horas até 20/21 horas trabalhando e não troco essas horas todas de trabalho por outro tipo de trabalho nuncaa =)

Você acha que o futuro para artistas, designers, e todas as pessoas que trabalham com criatividade e que não são valorizadas no mercado é começar seu próprio negócio ou abrir seu próprio estúdio/galeria?

Com certeza. Apoio totalmente! Quando você trabalha nessa area pra outros, acaba limitando sua criatividade e você nem consegue exercer seu potencial da melhor forma. E você pode pensar assim, “ah mas nem vou ganhar a grana que ganho trampando em tal lugar etc”..mas ganha sim! Até mais quando você se empenha mesmo. Basta persistir .

O artista hoje tem que ser um empresário também? Que conselhos você pode dar?

Atenda muito bem seus clientes, seja tipo amigo deles. Dê total atenção à ele, queira sempre surpreende-lo também. Seja sempre honesto e claro a respeito do seu trabalho, Isso acho que é o que faz MUITO a diferença. Tenha amor por aquilo que faz e cuidado também com os detalhes, e quando errar admita. Só isso mesmo =)

Atualmente a Sweet Monster possui sua loja virtual e você pode conferir aqui. Veja também seu Flickr e seu Facebook.

GREG TOCCHINI

Entrevista: Ideiafixa
Matéria: Urucum Digital

Quando pensamos em grandes ilustradores normalmente nos vem a cabeça estrangeiros, pois quebre a cara com o talento de Greg Tocchini, paulista, nascido em 79 e um dos melhores ilustradores que estão por aí em minha opinião.

“Nasci em São Paulo, mas morei em Guararema, no interior paulista, uns bons anos. A beira do Rio Paraíba do Sul e no meio do mato. A internet era discada, faltava luz 3 dias seguidos quando chovia e celular só de vez em nunca… Foi um dos períodos mais feliz da minha vida.”

Durante um tempo, morei em uma casa a beira do rio Paraíba do Sul. Estes dias quentes me deram saudades dos mergulhos no rio. As ruínas de um antigo porto de areia era um trampolim perfeito naqueles dias. Matei a saudade desenhando.

Começou sua carreira fazendo ilustrações e–contos para a revista RPG, Dragão Brasil. Durante esse período, ele também ilustrou edições especiais para a Trama Editorial, chamado Dragonesa (O Dragoness) e AnjosCaídos (Fallen Angels), bem como material para a graphic novel Fábrica de Quadrinhos vol. 01, publicada por Devir. Ele também foi professor e coordenador escolar na Escolade Artes Fábrica de Quadrinhos (Escola de Fábrica de Quadrinhos de Artes) e Quanta Academia deArtes (Quanta Academia de Artes–).

Assim como todo mundo, Greg teve e tem suas fontes de inspiração.

“Frank Frazetta, Norman Rockwell, Mike Mignola e Adam Hughes sempre estiveram na minha prancheta e continuam lá até hoje. Atualmente algumas “inspirações” chegam a mim via internet. Tem muita gente talentosa fazendo trabalhos incríveis que nunca teria visto se não fosse por isso. Para citar alguns: Sergey Kolesov, Bengal, Claire Wendling e Kim Jung Gi. Mas no momento, inspiração mesmo vem dos meus colegas de estúdio, Fujita e Calil. Nunca produzi e pintei tanto como agora e boa parte disto é culpa deles.”

Seus primeiros trabalhos para o mercado americano eram, a Primeira, Meridian, Route666 e osmini-série Demônio Wars, para CrossGen Comics, mais tarde seguido por Star Wars, para a Dark Horse e Marvel, Thor: Filho de Asgard, X-Men, Capitão América eo Falcão, Homem-Aranha, Dr-Spectrum e 1602: a New World (um spin-off de Neil Gaiman o original de 1602). Nesta mini-série, ele foi capaz de criar o visual e desenhos de personagens como Homem-Aranha, Hulk e Iron-Man. Para a DC Comics fez ION, com o escritor Ron Marz, Batman e Robin, bem como o one-shotSearch For Ray Palmer: Gotham By Gaslight – que o levou de volta a Marvel para fazer Odyssey eWolverine: Father.

Ele foi o artista para a mini-série The Last Days of American Crime escrita por Rick Remender, paraRadical Comics.

Sua técnica é invejável e seu estilo bem característico, com traços expressivos e uma certa abstração em suas obras, Greb Tocchini é um grande artista e uma ótima fonte de inspiração.

Veja mais de Greg Tocchini em seu Blog e em seu Facebook.