urucum digital

Dando cor às ideias

Tag:

Deixe um comentário
HYRULE HISTORIA: ZELDA 25TH ANNIVERSARY

The Legend of Zelda foi um dos jogos de fantasia e aventura mais legais já lançados, daqueles que nos fazia ir na locadora quase que todo dia (se você sabe o que é uma locadora então você está ficando velho), era um custo manter aquele save intocável sem que ninguém apagasse!

As histórias do jogo são bem coerentes e a arte sempre encantou, claro que de acordo com a época de cada versão.  Existem fanarts espalhados por toda web, mas artes oficiais nem tanto assim, principalmente quando se trata de concept art. Uma dica legal pra quem gosta do jogo, e da arte também, é o livro Hyrule Historia: The Legend of Zelda 25th anniversary, produzido pela Nintendo. O editor do livro é Eiji Aonuma, um dos criadores da série. São 274 páginas com ilustrações e informações sobre toda a história de “The Legend of Zelda”. Infelizmente o livro foi lançado apenas no Japão, mas você pode conferir algumas páginas em historyofhyrule.com ou comprar pelos sites da vida.

Deixe um comentário
Arte de Armas

Em se tratando de arte conceitual , nada é mais complicado do que pensar em tecnologia, ainda mais se ela não existe. Confira esses trabalhos de arte conceitual de armas feitos para games. Ao todo são 39 artistas responsáveis por essas belezinhas, no final do post haverá a lista deles.

Artistas:

Bastien Grivet, Adam Baines, Timur Mutsaev, Ville Ericsson, Ryan Osga, Greg Broadmore, Robin Chyo, Robert Simons, Jeremy Love, Alexey Pyatov, Stuart Jennett, Zachary Berger, Andreas von Cotta, Kemp Remillard, Stanislav Poltavsky, Rodolfo Damaggio, Sam Brown, Daniel Graffenberger, Brian Yam, Justin Oaksford, James Ellis, Matt Allsopp, Jos Kao, Pavel Savchuk, Seth Engstrom, Matias Hannecke, Peter Konig, Marc Samson, Bradley Wright, Jesper Andersen, Leonid Enin, Peter McKinstry,  Jim Martin, Chris J. Anderson, Colin Geller, Goran Josic, Cliff Childs, Den Yang Ho, Eliott Lilly

Fontes: Concept Art World e Design on The Rocks

Deixe um comentário
TODAY I DIE: GAME E POESIA

Via Ideafixa

Today I Die é um mini jogo desenvolvido por Daniel Benmergui  que chama muito a atenção. Ele conseguiu unir a emoção de duas artes distintas em uma única experiência: Poesia e Games. De forma que, se fosse apenas um ou apenas outro, jamais teria o mesmo impacto.

O jogo começa com um pequeno poema:

“Dead world,
Full of Shades,
Today I die.”

E, se for pra colocar um objetivo, seria transformar esse poema de despedida em um poema feliz. Ao mudar algumas palavras de lugar e interagir com alguns elementos do cenário, o jogo vai modificando e contando uma história.

Today I Die é sobre aqueles dias em que você acorda e tem aquela sensação de estar afundando num vazio. Com uma estética low-resolution, sem sprites complicados, ele prende a atenção ao exatamente o essencial entre o jogador e o game.

Até o trailer do jogo tem uma pegada bem diferente:

Ficou curioso? Para jogar, clique aqui!

Deixe um comentário
100 MÚSICAS CLÁSSICAS MAIS CONHECIDAS

Ok, não necessariamente música é um tema que cai dentro do design e das artes gráficas/tecnológicas, mas querendo ou não música é arte e arte é tema do blog também!

Sabia que você conhece mais músicas clássicas do que imagina? Elas estão em todo lugar: filmes, animações, comerciais, desenhos animados… inclusive elas estão chegando devagar ao mundo da mobilidade, mas isso é um outro papo. Atualmente é comum se compor uma trilha sonora exclusivamente para um trabalho e isso vem acontecendo a algum tempo, porém no passado músicas clássicas consagradas foram usadas como trilha sonora dos mais diversos gêneros, do cinema aos cartoons.

Foi Chuck Jones, criador dos Looney Tunes, uma das pessoas que mais contribuiram para que conhecêssemos a música clássica. Se não me engano foi ele quem disse que “a música clássica e os desenhos animados formam um casamento perfeito”.

Limpe seus ouvidos e se prepare para a lista que mostra várias músicas clássicas que você provavelmente conhece e nem sabia disso.

1-Beethoven: 5th Symphony – Música de suspense e terror clássica. Aparecia no Mais Vocêquando a Ana Maria Braga provava uma comida. Apareceu também no filme: “Se eu fosse você“. Entre outras participações.

2-Tchaikovsky: 1812 Overture – Música de fanfarra, sinceramente, acho que não é tão conhecida assim, mas em todo caso está aqui marcando presença.

3-Mozart: Eine Kleine Nachtmusik – Pequena serenata, obrigatória para os fãs de clássicos. Presente também no rock na música Clássico de Tenacious D. Muita gente conhece.

4-Bach: Toccata And Fugue – Música de Impacto, presente em diversos filmes e até mesmo em desenho animado.

5-Rossini: William Tell Overture – Música de entrada de reis ou de cavalos. Presente em quase todos os cartoons como Piu-piu e FrajolaTom e Jerry ou Pica-Pau. Filmes medievais antigos também possuem essa música. Importante ainda citar que o Mickey já regeu essa música em The Band Concert, o que particularmente tornou impossível para mim pensar nela sem lembrar de um tornado.

6-Pachelbel: Canon In D – Música multiuso, presente em casamentos e cartoons. Virou metal, que é conhecido por Canon Rock, tocada por Jerry C e por outros. Tocada também por Hiromi Ueharanuma brincadeira muito gostosa de se ouvir.

7-Strauss: Blue Danube – Típica valsa de aniversário de 15 anos. Super popular. Também muito presente em desenhos animados.

8-Orff: O Fortuna – Se você conhece alguma música em latim ou já viu algum filme de cunho religioso (como por exemplo: “O Fim dos Dias“) conhece essa música. Aparece também no filme do Jackass.

9-Strauss: Also Sprach Zarathustra – Se você vê muitos filmes provavelmente já ouviu essa música. É a abertura de todos os filmes de um estúdio de gravação (não me lembro qual). Se não me engano aparece também em “O Guarani” de Carlos Gomes. Está também em “Uma Odisséia no Espaço“.

10-Offenbach: Infernal Galop – Aparece em muitos cartoons, me lembro claramente do Tom (de Tom & Jerry) tocando no piano. É também aquela música típica de can can, por isso aparece em tudo quanto é filme ou vídeo dessa modalidade de dança.

11-Handel: Hallelujah Chorus – Sem comentários. É aquele coro de: Haaaallelujah, haaaallelujah, hallelleeeelujaaaaaaah. É o som que sai quando tu usa a granada santa do jogo Worms Armagedom.

12-Bizet: Les Toreadors – Conhecida de filmes da televisão.

13-Khachaturian: Sabre Dance – Presente em diversar ocasiões, de circo a filmes.

14-Beethoven: Ode To Joy – Música famosa em peças e filmes. Já ganhou várias versões, inclusive uma no filme “Mudança de Hábito 2“.

15-Elgar: Pomp And Circumstance – Música de formatura, aparece em desenhos e propagandas publicitárias também. Se você clicou para escutar e disse “essa eu não conheço”, experimente pular para o meio da música.

16-Grieg: In The Hall Of The Mountain King – Também famosa, aparece em filmes e em desenhos como o da Noiva Cadáver. Virou metal com Janis Joplin e com Apocalyptica.

17-Ponchielli: Dance Of The Hours – Dance of the Hours já foi tema de uma animação da Disney, com hipopótamos dançantes.

18-Liszt: Hungarian Rhapsody No. 2 – Amplamente explorada em desenhos animados.

19-Mendelssohn: Wedding March – Clássica música de casamento. Os casamentos ou filmes de casamento provavelmente trarão essa música.

20-Rimsky-Korsakov: Flight Of The Bumblebee – Uma das músicas mais divertidas da história. Virou popular no metal através da banda Extreme (a mesma da balada More Than Words). Segundo as meninas do Nocturne in the Moonlight, foi usada para bater o recorde de guitarrista mais rápido do mundo. Além dessas citações, vários desenhos usam essa música quando tem abelhas envolvidas na trama.

21-Gershwin: Rhapsody In Blue – Aparece em vários desenhos animados.

22-Beethoven: Moonlight Sonata – A Lucy de Snoopy já soltou a voz ao som dessa sonata.

23-Ravel: Bolero – Essa passa por todos os lugares, peças de teatro, animações, filmes, com certeza não é difícil conhecê-la.

24-Tchaikovsky: Nutcracker: Dance Of The Sugar-Plum Fairy – Essa música aparece em filmes de terror, em uma animação da Disney e se não me engano, aparece em um jogo de Nitendinho. A quem afirme que ela também fez parte de um especial do Tiny Toons.

25-Rosas: Over The Waves – Aparece em diversos casos na cultura popular. Esta valsa é realizada no filme de James Bond Octopussy na cena do circo na Alemanha. Em Sesame StreetErniecantou muitas vezes uma música chamada George Washington Bridge para esta melodia. Sobre las Olas pode ser ouvida também na produção de 1944, filme da Disney The Three Caballeros durante o segmento de Cold-Blooded Penguin.

26-Williams: Imperial March – Que a força esteja com você! Música do Darth Vader de Star Wars. Se você pensou que essa música não era clássica se enganou, embora Star Wars não exita sem esse tema.

27-Mozart: Queen Of The Night – Edson Cordeiro cantava com Cássia Eller essa música – The Queen of the Night – I Can’t Get No (Satisfaction) – e que toda criança tentava imitar. Um mundo bizarro esse em que vivemos…

28-Beethoven: Für Elise – Música do carro do gás. Foi popularizada pelo Casseta e Planeta e Zorra Total como música de telemarketing. Também é o solo da música Metal Heart da banda Accept e na música Classico de Tenacious D.

29-Fucik: Entry Of The Gladiators – Respeitável público! Essa música fez parte do maior espetáculo da terra, o circo superpopular. Aparece também no final da música “Universal Mind” da banda de metal Dream Theater. Aparece no filme dos trapalhões entre outros filmes de circo.

30-Delibes: Flower Duet – Dueto muito famoso e muito executado em programas de música como por Barbara e Carla no programa The Voice.

31-Dukas: Sorcerer’s Apprentice – Mundialmente conhecida pela animação Fantasia da Disney, onde Mickey, um aprendiz de magia, bagunça tudo testando magias que ainda não domina.

32-Copland: Hoedown – Muitos desenhos e filmes que tratam de “Country”, Velho Oeste, Rodeio, usaram essa música.

33-Wagner: Ride Of The Valkyries – Freqüentemente usada em produções cinematográficas e televisivas. Nos primeiros dias de Hollywood, a trilha sonora original para filme polêmico de DW Griffith O Nascimento de uma Nação (1915). Exemplos mais recentes incluem seu uso em Chuck Jones 1957 animado de curta “O Opera, Doc?” e do filme de guerra 1979 Apocalypse Now, onde a 1/9 Air regimento de cavalaria toca a peça de música em alto-falantes montados em helicóptero durante o ataque contra uma aldeia vietnamita como guerra psicológica e também para motivar os seus próprios soldados.

34-Bach: Jesu, Joy Of Man’s Desiring – Aparece em diversos filmes também (principalmente os mais bucólicos).

35-Tchaikovsky: Nutcracker: Waltz Of The Flowers – Extremamente famosa. Aparece em diversos comerciais, filmes e animações, como em Fantasia. Também pode ser vista em casamentos e valsas de 15 anos, embora menos comumente do que a Strauss: Blue Danube. Mas com certeza sua maior fama vem da valsa do Quebra-Nozes.

36-Bizet: Habanera – Não é difícil conhecer essa música, está em muitos filmes e desenhos animados. vem da aria Carmem.

37-Jenkins: Palladio – Música usada muito para criar um clima de suspense. Você provavelmente já viu mágicos usando ela.

38-Chopin: Funeral March – Essa você conhece muito bem, em praticamente 90% dos enterros da ficção ela está presente. Foi para diversos ritmos por diversas bandas, inclusive para jogos de video game.

39-Mozart: Rondo Alla Turca – Tão famosa e difundida que fica até difícil dar exemplos, mas tenho certeza que você conhece, basta ouvir para reconhecê-la.

40-Mussorgsky: Night On Bald Mountain – Filmes de suspense, terror, jogos, essa música vem perseguindo você por todos os lados a anos. Sinta medo, sinta muito medo…

41-Boccherini: Minuet – Onde houver um grã-fino esse minueto irá tocar. A Sessão da Tarde adora ele.

42-Grieg: Morning – Ah… o amanhecer. Da até pra ver os pássaros cantando ouvindo essa música. Marca presença em desenhos animados e filmes.

43-Mozart: Marriage Of Figaro Overture – Vários desenhos animados usam essa música e apesar do nome essa não é aquela “Fiiiigaro” que você está pensando.

44-Sousa: Stars And Stripes Forever – Marcha patriota Estadounidense, desenhos e filmes já reproduziram essa música. Eu particularmente acho que ela soa um tantinho ridícula.

45-Wagner: Wedding March – A tão famosa marcha de casamento. Não saberia nem o que citar devido a quantidade  absurda de locais em que ela aparece.

46-Vivaldi: Spring – O clássico dos clássicos. Em qualquer lugar em que se queria passar uma atmosfera erudita essa música já foi tocada.

47-Beethoven: Minuet In G – Bem possível que você a reconheça de desenhos animados.

48-Barber: Adagio For Strings – Essa música foi tocada em vários momentos marcantes, inclusive no funeral de Albert Einstein. Entre muitos filmes em que foi executada podemos citar Platoon. É uma música bem triste e sentimental.

49-Tchaikovsky: Nutcracker: Dance Of The Mirlitons (Reed Flutes) – Desenhos animados e animações adoram essa música.

50-Bach: Air On A G String – Das mais variadas aparições podemos citar o filme Collateral estrelado por Tom Cruise e The End of Evangelion (1997) contou com Air on the G String durante uma batalha épica entre Asuka Langley Soryu e unidades de produção em massa de Evangelion organização do Seele.

51-Arnaud: Bugler’s Dream – Hino das Olimpíadas.

52-Bach: Cello Suite No. 1 – Existem propagandas com essa música.

53-Rossini: Largo Al Factotum (Figaro) – Figaro Figaro Figarooooooooooo, essa sim é a Figaro que você conhece. Essa aparece em todos os lugares, desde desenhos à filmes, passando por novelas e programas de humor. Eternizado em desenhos animados, como Pernalonga, Pica-Pau, Tom e Jerry, pelo Frajola e por aí vai.

54-Tchaikovsky: Nutcracker: Trepak (Russian Dance) – De “O Quebra-Nozes” essa música faz parte de vários desenhos animados, tal qual Fantasia da Disney.

55-Mouret: Rondeau – Provavelmente você a viu em algum filme com “realeza”.

56-Brahms: Lullaby – Amais famosa canção de ninar de todos os tempos. Ganhou diversas versões cantadas.

57-Bach: Minuet In G – Quem já viu alguma apresentação musical de qualquer instrumento tem grandes chances de ter ouvido essa música, que é uma das mais conhecidas de Bach. Já deve ter aparecido em alguns filmes ou desenhos.

58-Rachmaninov: Rhapsody On A Theme Of Paganini (18th Variation) – Lindíssima música presente em filmes românticos.

59-Copland: Fanfare For The Common Man – Muito utilizada na televisão norte americana e possui algumas versões alternativas na música.

60-Tchaikovsky: Piano Concerto No. 1 – Frequente na cultura popular, me lembro de ter sido utilizada em algumas retrospectivas de jornais brasileiros.

61-Rossini: La Gazza Ladra (The Thieving Magpie) – Usada em filmes e na televisão.

62-Beethoven: 9th Symphony – Talvez a música clássica mais conhecida de todos os tempos. Você pode encontrá-la em vários lugares. Beethoven seu popstar! Se não estiver reconhecendo ela, tente avançar para um pouco depois do meio da música.

63-Brahms: Hungarian Dance No. 5 – Muito conhecida também de filmes e desenhos. Ganhou versão em metal pela banda Archeon. Não sei porque, mas me sinto tão Russo ouvindo essa música.

64-Mozart: Piano Sonata No. 16 In C – Muito difundida como música clássica e presente no cinema, animações e televisão.

65-Handel: Arrival Of The Queen Of Sheba – Aparece quando o tema “A Rainha de Sabá” está em vista.

66-Tchaikovsky: Nutcracker: Tea (Chinese Dance) – Também uma música do “Quebra-Nozes”, algumas aparições em desenhos animados.

67-Bach: Brandenburg Concerto No. 3 – Não tão conhecida, mas é possível se ouvir ela por aí.

68-Prokofiev: Peter And The Wolf: The Story Begins – Possui algumas adaptações, inclusive para uma animação da Disney.

69-Tchaikovsky: Romeo And Juliet Fantasy Overture Love Theme – Utilizado em vários momentos da cultura popular, como Columbo , Kim PossibleThe Jazz Singer (1927), Wayne’s WorldAnimaniacsFreakazoidPinky e CérebroRoad RoversTaz-ManiaTiny ToonsScrubsSeeing Double,The Ren and Stimpy ShowSouth ParkCluelessA Christmas StoryThe Fresh Prince of Bel-AirMoonrakerBob Esponja Calça QuadradaPushing DaisiesVila Sésamo,ChavesOs Três Mosqueteiros , entre outros.

Diferentes variações do tema de amor da abertura também foram tocadas no original jogo The Sims, quando dois Sims realizam com sucesso a interação “Beijo” .

70-Verdi: La Donna È Mobile – Ópera super conhecida. Eternizada na voz do Pavarotti.

71-Bach: Bourrée In E Minor – Muito popular no violão clássico. Aparece na música Classico de Tenacious D e no filme The Pick of Destiny.

72-Saint-Saëns: Carnival Of The Animals: Aquarium – Aparece normalmente em filmes que gelam a sua espinha, mas pode ser visto também em Fantasia da Disney.

73-Grieg: Piano Concerto In A Minor – A popularidade duradoura do Concerto para Piano de Grieg tem assegurado o seu uso em uma ampla variedade de contextos.

74-Waldteufel: Skater’s Waltz -Pense em desenhos animados, corda bamba, patinação no gelo… com certeza você já ouviu essa música.

75-Mozart: Dies Irae – Música religiosa. Aparece em O Senhor dos AnéisPiratas do CaribeO Rei LeãoO Iluminado… preciso dizer mais?

76-Suppé: Light Cavalry Overture – Outra música de cavalos. Aparece em filmes e desenhos, Pica-Pau que o diga.

77-Debussy: Clair De Lune – Aparece constantemente na cultura contemporânea em filmes e músicas.

78-Tchaikovsky: Nutcracker: March – Outra do “Quebra-Nozes”, aparece em alguns filmes medievais ou de natal.

79-Sousa: Liberty Bell – Uma marcha muito conhecida da televisão, cinema e do circo.

80-Saint-Saëns: Carnival Of The Animals: Finale – Final da peça já citada aqui (Aquarium), porém outro trecho.

81-Tchaikovsky: Sleeping Beauty Waltz – Famosa valsa da Bela Adormecida.

82-Mozart: Symphony No. 40 – Música clássica muito famosa.

83-Rossini: Barber Of Seville Overture – Outro trecho de “O Barbeiro de Sevilha”. Aparece em filmes e desenhos, me lembro bem do Pernalonga cantando o trecho que diz “Parece que levou Trom-Ba-da”. Quem já jogou Ragnarök Online com o bardo conhece essa música também, pois ela é a de uma das habilidades dessa classe.

84-Sousa: Washington Post – Marcha famosíssima, conhecidad e filmes e desenhos.

85-Ricketts: Colonel Bogey March – Talvez uma das marchas mais conhecidas de todos os tempos. Ela era tema da prova “A ponte do rio que cai” nas Olimpíadas do Faustão.

86-Gardel: Por Una Cabeza – Tanto famosíssimo, aparece no Episódio 37 de Nip/TuckA lista de SchindlerPerfume de mulherTrue LiesAll the King’s Men (2006), Episódio 9 de Sweet Spy (2005), Bad Santa, Os Doze MacacosBons Costumes (Easy Virtue) (2008) e em vários outros.

87-Verdi: Anvil Chorus – Aparece em alguns momentos da cultura popular, mas com certeza você conhece ela da associação que os desenhos animados fazem dela com bigornas (óbvia devido o título).

88-Strauss: Tritsch-Tratsch Polka – Polka bastante difundida. Conhecida de um remix, a peça foi usado como música de fundo para a terceira fase do jogo de vídeo Gokujou Parodius. Uma light-dance-styled remix e aparece como uma canção em Dance Dance Revolution: Mario Mix sob o nome Always Smiling.

No filme de James Bond Moonraker, a peça é tocada em uma fuga do 007  enquanto dirige seu Gondola Hovercraft pela Praça de São Marcos em Veneza.

Em vários dos desenhos animados de Tom e Jerry teatralmente lançado e produzidos pela Metro-Goldwyn-Mayer escrito e dirigido por William Hanna e Joseph Barbera.

Em Star Trek no filme Star Trek IV: The Voyage Home, esta música estava tocando enquanto James T. Kirk, o Dr. Leonard McCoy e Dr. Gillian Taylor estão resgatando Pavel Chekov do hospital.

No anime Morte la Kill, ela está inserida no episódio 5.

89-Clarke: Prince Of Denmark’s March – A marcha é popular como a música de casamento e foi tocada durante o casamento de Lady Diana Spencer eo príncipe Charles na Catedral de São Paulo em 1981.

90-Handel: Water Music: Suite 2 (Alla Hornpipe) – Muitas partes da Water Music tornaram-se familiar. Entre 1959 e 1988 um movimento Water Music foi utilizado para a ident de Anglia Television. O grande movimento D em 3/2 metros como subtítulo “Alla Hornpipe” é particularmente notável e tem sido usado com freqüência para comerciais de televisão e rádio, incluindo comerciais para a privatização das empresas de água do Reino Unido no final de 1980. O “Air” e “Bourrée” da F grande “suíte” também se tornaram populares com o público, com o último sendo o tema de música para o cozimento PBS popular programa The Frugal Gourmet.

De 1977 a 1996, Walt Disney World contou com momentos de ambas as parcelas da Water Music como a música de fundo para o Electrical Water Pageant, um desfile de criaturas do mar iluminado com luzes elétricas ao largo da costa do Magic Kingdom.

Allegro em D foi usado em uma cena inspiradora do filme de 1989 Sociedade dos Poetas Mortos, estrelado por Robin Williams e Ethan Hawke.

91-Mozart: Marriage Of Figaro Wedding March – Olha aí outra música de Figaro! Outra música de casamento, porém muito menos conhecida e usada.

92-Strauss: Vienna Blood – Outra valsa de 15 anos. Também aparece em um conto de fada da Disney. Aparece em outros filmes e desenhos também.

93-Delibes: Pizzicato – Aparece em vários desenhos animados.

94-Mozart: Piano Concerto No. 21 In C – O segundo movimento foi destaque em 1967 filme sueco Elvira Madigan. Isto levou a um apelido de Elvira Madigan anacrônico para o concerto. A canção de 1972 de Neil Diamond, “Song Sung Blue” foi baseado no concerto. Podemos citar também que um arranjo eletrônico do primeiro movimento do concerto foi usada como o tema principal da série de TV “Whiz Kids”.

95-Denza: Funiculi, Funicula – Ópera super conhecida também. Aparece em diversos filmes e desenhos, incluindo um do Mickey. Apareceu também nas novelas da globo que tinham italianos. Furniculi, furnicula, furniculi, furniculaaaaaaaaaa.

96-Mozart: Twinkle, Twinkle Little Star (Variations) – Canção de ninar famosa entre as crianças. É a música do ABC (em inglês) e nossa “Brilha, brilha estrelinha”.

97-Mozart: Symphony No. 25 – Música muito famosa do Mozart. Ganhou versão em metal por Jason Becker.

98-Verdi: Dies Irae – Música de missa. Aparece em Trailers de filmes como por exemplo o filme “Alerta” e entre outros.

99-Tchaikovsky: Marche Slave – Usada em filmes para criar um tom profundo ou épico.

100-Strauss: Radetzky March – Marcha usada como tema de paradas.

Gostou? Quer escutar todas? Ouça nessa playlist que contém todas elas.

AS PRINCIPAIS ÁREAS DO DESIGN

Original por Mário em designerd
Versão Urucum Digital

Design é uma área de trabalho ampla, com uma enorme variedade de disciplinas. Para quem está estudando, começando a entrar no mercado ou simplesmente não entende o que um designer faz (as mães que o digam), aqui está um guia para entender as principais áreas do Design.

Design Gráfico

Design Gráfico muitas vezes é chamado apenas de “Design” por ser a área mais conhecida.

O Designer Gráfico trabalha diretamente com o visual dos produtos: sejam imagens para um site, material gráfico, fotografias, infografia, sinalização, diagramação, tipografia, embalagens, etc.

Muitos profissionais de outras áreas (fotógrafos, ilustradores, estilistas, etc) também podem ser designers gráficos ou acabam atuando na área mesmo sem formação. Isso torna o Design Gráfico o segmento mais popular e genérico do design, o que muitas vezes dificulta a valorização do trabalho, e por isso é sempre bom que o profissional se especialize.

Ferramentas: Photoshop, Illustrator, fotografia, Corel Draw.

Diferenciais: Saber desenhar bem, ter ótima percepção de cores, tipografia.

Design de Interface

Engloba uma área grande de atuação. O objetivo do design de interface de usuário é tornar a interação do usuário o mais simples e eficiente possível, em termos de realização dos objetivos do usuário.  O processo de design deve equilibrar funcionalidade técnica e elementos visuais para criar um sistema que não é apenas operacional mas também útil e adaptável para alterar as necessidades do usuário.

Quando falamos de interface podemos pensar em todo tido de interação humana com uma interface ou sistema. Painéis de carros, secretárias eletrônicas, softwares (que pode ser considerado uma área do design a parte – Design de Software), a internet e mais recentemente os celulares e tablets criaram um segmento de mercado enorme para a criação de interfaces.

O profissional deve pensar em como um usuário leigo vai utilizar o produto, sempre procurando facilitar o uso, porém sempre levando em conta que toda pessoa possui capacidade para entender coisas mais complexas também. O Design de Interface combina elementos de programação e principalmente estudo do comportamento.

Ferramentas: Illustrator, Photoshop, Dreamweaver, Flash, entre outros.

Diferenciais: Ter muito conhecimento de interação e comportamento, saber programar.

Web Design

Este é um segmento que se mistura ao Design Gráfico e de Interface. O Web Designer é o profissional que desenvolve web sites, hot sites, blogs, lojas virtuais, etc.

Antigamente fazer sites era um trabalho muito manual e focado no código. Era um processo lento e demorado. Hoje, o foco do Web Designer é a praticidade, a segurança, o visual e a navegação dos sites.

É importante nesse segmento do design que se entenda como funciona a programação, o código por trás da interface. O designer aqui não necessariamente precisa ser um programador, mas deve ser um desenvolvedor web, o que significa que ele precisa entender a mecânica, conhecer o que é possível ou não fazer e saber integrar seu layout a um código.

Ferramentas: Aplicativos, softwares de programação Web e programas para Design Gráfico.

Diferenciais: Saber programar e conhecer bem as tendências de desenvolvimento web.

Motion Graphics

Motion Graphics é a criação de animações digitais com vídeo, efeitos e imagens, também conhecida como “multimídia”. É um segmento forte do design porque possui aplicações no cinema, na música, na publicidade e em diversas outras áreas.

Trabalhar com Motion Graphics significa criar animações, efeitos especiais, gráficos e arte digital em vídeo.

O legal de trabalhar com vídeos é que o resultado é muito bacana e impactante. Mas apesar de ser um trabalho bem visual, o processo de criação é demorado e muito minucioso.

É interessante procurar alguma especialização em Motion Graphics, como animação de personagem, efeitos visuais ou 3D. Se conseguir mergulhar em um desses assuntos, com certeza terá mais base para suas criações.

Ferramentas: After Effects, Cinema 4D, Photoshop, Maya, Flash.

Diferenciais: Conhecimento de animação tradicional.

Game Design

Enquanto nos anos 80 e 90 as pessoas curtiam os games sem nem imaginar que poderiam colaborar com suas idéias, hoje existem milhares de pessoas lançando jogos. Criar games deixou de ser algo exclusivo das grandes produtoras.

Trabalhar com design para games é uma mescla de Design Gráfico, animação, programação, modelagem 3D e Design de Interface.

O desenvolvimento de games é dividido em várias áreas e exige muito conhecimento técnico. É difícil um game ser desenvolvido por apenas uma pessoa (a não ser um jogo mais simples) e por isso é muito bom saber trabalhar em equipe e ter um conhecimento geral do processo.

Ferramentas: Varia bastante de acordo com a plataforma.

Diferenciais: Ter muito conhecimento de games e bastante criatividade.

Design de Interiores

Design de Interiores é uma área bem ampla que envolve estudo, projeto e criação de ambientes levando todos os aspectos em conta: iluminação, conforto, temperatura, texturas e materiais. Cuidado para não confundir um Designer de Interiores com um Decorador.

O designer não vai simplesmente decorar o ambiente – ele vai combinar elementos com base em um projeto detalhado do espaço, materiais, temperatura e iluminação.

Ferramentas: AutoCAD, Sketchup, Revit, Photoshop.

Diferenciais: Ter ótima noção espacial e conhecimento de arquitetura, iluminação e materiais.

Design de Produto

Esse é um segmento que voltou com força total depois da popularização das impressoras 3D. Design de Produto envolve todas as etapas de criação de um produto, passando pelo rascunho, protótipos e produto final.

Atualmente é fácil modelar em 3D e criar produtos básicos sem muito conhecimento técnico. Mas quem quer se especializar como um Designer de Produto deve estudar bastante e conhecer a fundos os programas de modelagem.

Ferramentas: Alias Design, Solidworks.

Diferenciais: Ótima visão espacial, conhecimentos de geometria e de materiais.

Design de Moda

Design de Moda é a aplicação do design na criação de roupas e acessórios. É uma área que mistura elementos gráficos com o aspecto técnico da construção de roupas.

Trabalhar com moda exige conhecimento histórico e o acompanhamento incessante de tendências.

E não adianta fazer apenas ilustrações bonitas. Mesmo quem trabalha apenas fazendo estampas de camiseta precisa ter o conhecimento técnico de como as roupas são feitas, estampadas e finalizadas.

Ferramentas: Programas de Design Gráfico e ferramentas manuais.

Diferenciais: Conhecimento técnico e muitas referências.

Mobile Design

Talvez o mais novo de todos os seguimentos. Mobile design é uma área relativamente jovem, que muda muito rápido e está diretamente ligada a tecnologia. Trata-se de criar aplicativos, jogos, web apps… ferramentas que irão rodar em um dispositivo móvel como um celular ou um tablet.

Ser um desenvolvedor mobile é entender que estamos lidando com interação em uma interface com recursos limitados por tamanho e/ou processamento, no entanto a tecnologia tem permitido muitas melhoras nesse aspecto.

Tal qual um web design, para ser um desenvolvedor mobile é preciso entender a programação por trás da plataforma, não necessariamente ser um programador, mas conhecer e entender os limites e necessidades de um código. A programação do sistema muda de acordo com a plataforma: IOS (apple), Android (com suas versões de doces como Kitkat e Jelly Beans), Windows Phone, etc.

Além de códigos, é impotante saber que criar uma interface mobile vai depender de para qual plataforma você está desenvolvendo. Cada plataforma tem suas especificações de funcionamente determinadas por sua empresa responsável, que normalmente concede guias e downloads que permitem entender sua configuração e permitindo que seu layout siga essas premissas.

Ferramentas: Photoshop, Illustrator, softwaresd e programação e outros.

Diferenciais: Saber trabalhar em equipe, entender comportamento humano, estar antenado com as novidades tecnológicas.